SAÚDE

Governo estadual anuncia R$ 4 milhões para construção de duas UBS em Viçosa

Recursos serão utilizados para construção de sedes próprias de unidades de Atenção Primária no Centro e no Bairro Santo Antônio


Publicado em: 09/02/2024 às 14:08hs

Governo estadual anuncia R$ 4 milhões para construção de duas UBS em Viçosa

Durante o lançamento do programa Saúde Fila Zero, em Viçosa, na última quarta-feira (7), o governo estadual anunciou investimentos significativos na área da saúde para a cidade. O destaque foi a alocação de recursos no valor de R$ 4.057.965,94 para a construção de duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), uma no Centro e outra no bairro Santo Antônio. 

Além disso, outra unidade será construída no bairro Amoras, com recursos provenientes da transposição da Lei Complementar nº 171/2023. Com esses investimentos, o município de Viçosa está projetando um aumento significativo na cobertura da Atenção Primária, passando de 60% em 2021 para 100%.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, durante a cerimônia que também marcou o lançamento do programa municipal que promete zerar a demanda de consultas especializadas, exames e cirurgias eletivas, beneficiando mais de 20 mil procedimentos.

O evento também contou com outros anúncios importantes, como a destinação de recursos estaduais no valor de R$ 1.203.313,00, já em conta, para aquisição de um mamógrafo. O equipamento atenderá aos nove municípios da microrregião de Saúde de Viçosa, referenciados para o Centro Estadual de Atenção Especializada (CEAE).

PROGRAMA FILA ZERO

A Prefeitura de Viçosa promoveu o lançamento do programa “Saúde Fila Zero” na última quarta-feira (7). A iniciativa municipal visa zerar a demanda de consultas especializadas, exames e cirurgias eletivas, num total de mais de 20 mil procedimentos contemplados. Capitaneado pela Prefeitura Municipal de Viçosa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o programa espera atender, até meados de 2024, toda a demanda represada até 31 de dezembro de 2023.

fila-zero

O Programa vem complementar a Política Estadual Opera Mais - módulo de eletivas - da Política de Atenção Hospitalar do Estado de Minas Gerais Valora Minas, utilizando recursos próprios em complementação à tabela SUS. 

Para custear exames e consultas especializadas, o programa utilizará recursos no valor de R$ 1,5 milhão, da Lei Complementar n° 171/2023, que permite que as prefeituras possam transpor/transferir para outras políticas de saúde os saldos dos Fundos Municipais de Saúde, provenientes de repasses da SES-MG e recursos financeiros de parcerias e convênios firmados com o Estado. 

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, comemorou a iniciativa municipal. “O Sáude Fila Zero vem complementar ainda mais essa grade política de sucesso que é o Opera Mais, que está, ano a ano, batendo recordes”, disse. “Em 2023, realizamos 800 mil cirurgias hospitalares e ambulatoriais, no melhor ano histórico desde a pandemia. Viçosa traz essa expectativa de zerar a fila ainda no primeiro semestre de 2024, passando a operar apenas o que tiver o diagnóstico de forma muito recente”, comemorou. O secretário também mencionou a importância do Posto Avançado de Coleta Externa (Pace) de Viçosa, inaugurado em dezembro de 2022, uma vez que mais cirurgias requerem mais doações de sangue.

Segundo o secretário municipal de Saúde de Viçosa, Rainério Rodrigues Fontes, o Saúde Fila Zero prevê a realização de 9 mil consultas especializadas, 8.900 exames e 112 procedimentos com pagamento de tabela extra. “Hoje damos mais um passo e avançamos para levar, juntos (Estado e município), ainda mais saúde e acesso aos serviços a toda população”. 

A dirigente da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Ponte Nova, Josy Duarte, manifestou a alegria em saber que o dinheiro que o Estado destina ao território está sendo bem empregado. “A gente quer que a saúde cresça em todos níveis: municipal, microrregional, regional, macrorregional e estadual”, frisou.

A cerimônia foi encerrada com Fábio Baccheretti trazendo um importante anúncio: a aprovação, em Câmara Técnica da Comissão Intergestores Bipartite (CIB-SUS-MG), da incorporação de R$ 28.075.549,67 referentes ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto MAC), sendo R$ 15.239.858,27 destinados ao Hospital São Sebastião e R$ 12.835.691,40 destinados ao Hospital São João Batista.