CIDADE

Ocorrências de furtos e roubos de celulares caem 32% em Viçosa

Ferramenta do governo de Minas possibilita o bloqueio de aparelhos subtraídos


Publicado em: 01/02/2024 às 08:52hs

Ocorrências de furtos e roubos de celulares caem 32% em Viçosa

Em 2023, a cidade de Viçosa registrou a menor taxa de furtos e roubos de celulares em três anos. De acordo com o Observatório de Segurança Pública da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram subtraídos um total de 145 aparelhos no ano passado, em comparação com 213 em 2022 e 163 em 2021.

Os dados detalhados, obtidos pelo Folha da Mata, revelam que, em 2023, Viçosa teve 96 furtos e 49 roubos de celulares. No ano anterior, foram 147 aparelhos furtados e 66 roubados. Já em 2021, os registros apontaram 88 furtos e 75 roubos.

Embora Viçosa tenha apresentado uma melhoria em relação aos anos anteriores, o estado de Minas Gerais ainda enfrenta desafios. Em 2023, foram roubados e furtados 57.916 celulares, uma redução em relação aos 63.167 de 2022, mas ainda superando os 56.380 registrados em 2021.

FERRAMENTA

Em Minas Gerais, existe um serviço que bloqueia celulares em casos de roubos e furtos, conhecido como Cbloc. A ferramenta garante a proteção dos dados do telefone, como fotos, conversas ou senhas salvas. Segundo a Sejusp, o Cbloc já bloqueou mais de 39 mil aparelhos em cinco anos.

As solicitações de bloqueio através da ferramenta podem ser realizadas pelo aplicativo de serviços MG APP ou pelo site www.cbloc.seguranca.mg.gov.br. O sistema também oferece a possibilidade de remover o bloqueio do celular caso o proprietário ou as forças de segurança o encontrem.

COMO FAZER O BLOQUEIO

Com poucos cliques, de forma rápida e segura, quem foi vítima do crime de furto ou roubo de celulares pode solicitar bloqueio do aparelho por meio da Cbloc. 

Para isso, precisa ter em mãos o registro da ocorrência, que deverá ser anexada ao processo no site da Cbloc (www.cbloc.seguranca.mg.gov.br) ou no MG APP. 

Também é preciso informar alguns dados pessoais e o número do celular roubado – o que é uma das vantagens da ferramenta já que, por meio dela, não é necessário informar o IMEI (código internacional de identificação do telefone), com muitos números, que geralmente a vítima não tem anotado e que não consegue mais obter pelo telefone, depois de o aparelho ter sido roubado ou furtado.

Vale ressaltar, ainda, que a Cbloc também busca inibir o furto e o roubo de celulares que ainda não foram vendidos para os consumidores. 

Lojistas e transportadoras poderão solicitar o bloqueio de uma carga completa subtraída, por exemplo, o que inibe o roubo em massa de aparelhos.

 

 


Viu um erro? Nos avise clicando aqui.

Siga o jornal Folha da Mata nas redes sociais e fique por dentro de tudo!
Instagram | Facebook | Twitter | Youtube
Faça parte do nosso grupo no WhatsApp | Envie sua sugestão de matéria

Notícias de Viçosa - Viçosa MG - UFV - Folha da Mata - Folha da Mata Impresso - PDF Folha da Mata - Viçosa Notícias - Viçosa TV - News Viçosa - Saber Viçosa - Urgente Viçosa - Primeiro Viçosa - Viçosa Lespa - Araponga - São Miguel do Anta - Canaã - Coimbra - Ervália - Cajuri - Teixeiras - Paula Cândido - São Geraldo - Pedra do Anta - Porto Firme - Guaraciaba - Piranga - Lamim - Dores do Turvo - Ponte Nova - Visconde do Rio Branco