Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Cemig: obra de nova subestação vai começar

Técnicos da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), estiveram em Viçosa, na tarde desta terça-feira, 30 de junho, para, juntamente com os engenheiros da empresa Eliger Construtora, de Belo Horizonte, dar o início às obras de construção da nova subestação de energia de Viçosa, na comunidade dos Marques, abrangendo uma área de 8.100 m².
Na nova subestação de distribuição de energia da cidade será instalado um transformador de 25 MVA, além de seis novos alimentadores e dois bancos de capacitores, com o objetivo de garantir o suprimento de energia elétrica a mais de 20 mil consumidores.
De acordo com a Assessoria de Comunicação da estatal, a Cemig vai investir cerca de R$ 15 milhões na construção dessa nova subestação dobrando a capacidade de fornecimento de energia com a substituição dos atuais religadores e transformadores de correntes por outros que passarão a operar por meio de fibra ótica, proporcionando mais confiabilidade e rapidez nos atendimentos.
A previsão de término da obra é de um ano e o projeto vai beneficiar o Município de Viçosa e outros 28 da região, melhorando a qualidade de atendimento dos consumidores envolvidos.

Sistema atual
A atual subestação de distribuição de energia de Viçosa encontra-se sobrecarregada, há anos, e não tem como suprir a necessidade da população viçosense. Uma possível expansão do consumo local também é precária e isso anula qualquer possibilidade de instalação de indústrias que necessitem de alto consumo de energia elétrica, na cidade.
A estatal contesta essa informação e afirma que o sistema atual não está sobrecarregado, no muito chegando próximo ao seu limite. Atualmente, os cinco alimentadores que fornecem energia para Viçosa operam com 45, 57, 85, 63 e 66%, de suas capacidades de carregamento, cada um, e não oferecem riscos de panes e nem de desabastecimento.
No projeto atual estão previstas a construção de uma nova subestação de energia e uma nova linha de transmissão, além da modernização da atual e única subestação da cidade, que fica no bairro Santo Antônio. Além da nova subestação, a Cemig também vai construir uma linha de transmissão de 138 kV entre Padre Fialho, distrito de Matipó, passando por Jequeri até chegar a Viçosa.

Conexõesfotovoltaicas
A Cemig desenvolveu uma ferramenta online, em seu portal, para informar a disponibilidade de ligação para novas conexões de empreendimentos fotovoltaicos de geração distribuída. O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica é uma plataforma que indicará a capacidade da rede elétrica de uma região da área de concessão da empresa para receber novas cargas oriundas de minigerações, e é uma iniciativa da empresa juntamente com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais.
Atualmente, Minas Gerais representa cerca de 20% das conexões de Geração Distribuída no Brasil, com mais de 40 mil unidades já conectadas à sua rede de distribuição.
De acordo com levantamento da FIEMG (Federação das indústrias de Minas Gerais), para cada GW de energia instalado no estado, a estimativa é de que 18 mil empregos formais serão gerados e cerca de R$ 874 milhões serão incorporados ao PIB mineiro. Segundo a instituição, nos próximos três anos, 134 mil novos postos de trabalhos podem ser criados em Minas com investimento em energia renovável. Minas Gerais possui grande potencial de energia solar e atualmente é líder desse mercado, com quase 8 mil conexões na rede elétrica da companhia.
O Mapa de Disponibilidade de energia fotovoltaica contempla todas as mais de 400 subestações da Cemig no estado, além de indicar as instalações que estão sendo implantadas. A ferramenta classificará em quatro cores as subestações, de acordo com a disponibilidade de cada uma: Verde – há disponibilidade para atendimento; Amarela - disponibilidade está limitada ou condicionada a uma obra estruturante; Vermelha - a capacidade de atendimento está 100% comprometida; e Cinza - a subestação está planejada para construção.
A ferramenta tem o objetivo de aprimorar o acompanhamento das conexões, reduzir os prazos de execução de obras e identificar a situação de cada ponto de conexão.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883