MINAS

Viçosa cria mais de 200 novas vagas de emprego em um mês

É o melhor desempenho do município em 2021, com recordes de trabalhos criados durante a pandemia


Publicado em: 11/10/2021 às 10:30hs

Viçosa cria mais de 200 novas vagas de emprego em um mês
Foto: reprodução

A recuperação econômica de Viçosa começa a dar sinais de estabilidade. Nos últimos três meses, os indicadores da criação de novas vagas de emprego no município são positivos. E, só em agosto, foram criados 208 novos postos de trabalho com carteira assinada. É o melhor resultado até agora em 2021, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

No acumulado do ano, Viçosa registra 523 novas vagas, atrás apena de Ubá, que criou, até agora, 1.386 postos de trabalho. Na soma de 15 municípios da Zona da Mata, o saldo de 2021 é de 3.334 novos empregos, com destaque para municípios do Polo Moveleiro de Ubá, como Visconde do Rio Branco (358) e São Geraldo (217), e para Ponte Nova (415).

Em agosto, segundo o relatório mais recente do Caged, apenas dois municípios demitiram mais que contrataram: Araponga, com 4 postos de trabalho fechados; e São Miguel do Anta, que encerrou o mês com 6 vagas a menos de emprego. Os demais municípios da lista apurada pelo Folha da Mata tiveram comportamento contrário e registraram mais admissões do que desligamentos. Apenas Viçosa, Ubá (358) e Ponte Nova (102) tiveram mais de uma centena de novas vagas criadas.

caged-2021

CRESCIMENTO NACIONAL

Em todo o país, em agosto, foram criadas 372.265 novas vagas com carteira assinada, mais de 120 postos de trabalho a mais que o mesmo período do ano passado. Só em Minas Gerais, foram 43.310 vagas, puxadas, principalmente, pelo aquecimento do setor de serviços e comércio.

O setor de educação também obteve um dos melhores desempenhos do ano, devido à retomada das atividades presenciais de ensino no país o que levou à abertura de novas vagas em escolas e instituições de ensino. A indústria mineira responde por quase um terço das vagas criadas no estado, e se mantém estável em relação aos meses anteriores.

O governo federal afirma que o avanço da vacinação e a retomada de atividades que antes estavam sendo executadas de forma remota podem elevar a expectativa da criação de mais vagas de emprego nos próximos meses, até o fim do ano. Os indicadores do mês de setembro serão divulgados pelo Caged no final de outubro.