ECONOMIA

Procon de Viçosa monitora preços do arroz em supermercados

As enchentes no Rio Grande do Sul, estado responsável por 70% da produção nacional de arroz, levantou dúvidas quanto ao abastecimento do produto


Publicado em: 14/05/2024 às 10:39hs

Procon de Viçosa monitora preços do arroz em supermercados
Foto: Reprodução/Prefeitura de Viçosa

Nos dias 9 e 10 de maio, o Procon de Viçosa e o Departamento de Fiscalização, ligados à Secretaria de Fazenda da Prefeitura de Viçosa, visitaram diversos supermercados situados na cidade. A visita foi motivada pelos possíveis efeitos nacionais provenientes do estado de calamidade em que se encontra o Rio Grande do Sul, em virtude das fortes chuvas, principalmente quanto ao abastecimento de produtos como arroz, milho, trigo, soja e carne.

Durante a visita, os estabelecimentos foram recomendados a não realizarem aumento injustificado e abusivo dos preços, principalmente sobre os produtos essenciais, como os que compõem a cesta básica.

Na última semana, a Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) garantiu que, apesar das dificuldades futuras, o abastecimento interno do arroz não está comprometido. Dessa forma, não há razão para os consumidores estocar os produtos.

Pesquisa de preços realizada nos dias 09 e 10 de maio de 2024, considerando-se os menores e os maiores preços dos pacotes de cinco quilos de arroz, independente de marca e tipo:

 

Menor Preço

Maior Preço

Supermercado Amantino

R$ 26,90

R$ 36,80

Supermercado Bahamas

R$ 29,90

R$ 39,90

Bahamas Mix

R$ 29,99

R$ 35,49

Supermercado Viçosense

R$ 27,75

R$ 39,95

Supermercado Modelo

R$ 26,60

R$ 36,80

Mineirão Atacarejo

R$ 29,80

R$ 36,80

Mercadinho Vilela

R$ 27,89

R$ 40,99

Vilela Avenida

R$ 29,90

R$ 39,90

Supermercado Escola

R$ 28,90

R$ 40,95

Merco Paulo Silvestre

R$ 27,90

RS 38,90