CIDADE

Volta às aulas: Diretran alerta sobre cuidados no transporte escolar

Pais devem ficar atentos na contratação dos serviços


Publicado em: 06/02/2024 às 09:10hs

Volta às aulas: Diretran alerta sobre cuidados no transporte escolar
Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil

Este início de fevereiro é marcado pela volta às aulas em muitas escolas do município de Viçosa e os pais devem ficar atentos e buscar referências dos serviços de transporte escolar que querem contratar. Regulamentação, equipamentos de segurança, qualificação do motorista e de auxiliares são quesitos essenciais que precisam ser cumpridos pelas empresas que oferecem o serviço, para a plena segurança das crianças transportadas.

Autorização e vistoria

A Diretoria de Trânsito da Prefeitura de Viçosa, através do Setor de Regulação de Transportes, orienta que uma das primeiras coisas a se verificar é se o proprietário possui a Autorização para Tráfego de Veículos, que o órgão emite, e que tem validade de cinco meses. O documento comprova que o veículo passou por vistoria e está autorizado a operar, por isso é fundamental checar se a autorização está dentro do prazo de validade.

Segundo o coordenador, Herbert Alexandre Ribas, a vistoria do transporte escolar observa três aspectos: segurança, conforto e higiene. No item segurança se avalia os equipamentos obrigatórios, a conservação do veículo, mecânica, parte elétrica, pneus, freios, lataria, entre outros. No quesito conforto, os vistoriadores verificam se os bancos são confortáveis, o espaço é adequado e o acabamento interno está em perfeito estado, além da higiene, tanto no interior como na parte externa do veículo.

O artigo 138 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que o condutor de transporte escolar tenha mais de 21 anos, carteira de habilitação categoria “D” para transporte de passageiros e curso de capacitação na área. Os pais devem verificar essas informações na carteira de habilitação do motorista, bem como cobrar a apresentação da Autorização para Tráfego de Veículos. 

Herbert reforça que todas as crianças devem ser transportadas sentadas e com cinto de segurança afivelado. Outros detalhes merecem atenção como as janelas do veículo de transporte que devem ter travas de segurança para que seja aberta por no máximo 10 centímetros. Essa trava é obrigatória para a segurança dos alunos.

Monitor

Também vale perguntar ao prestador do serviço se haverá a presença de um monitor. Essa pessoa auxilia o condutor e organiza a entrada e saída de alunos do veículo. E, também, evita que eles permaneçam de pé durante o trajeto ou sem cinto de segurança.

Panfletagem

Para um melhor esclarecimento aos pais e motoristas do transporte escolar, o chefe do Departamento de Segurança no Trânsito, Renato da Silveira Ribeiro, vai promover blitz educativas nesta volta às aulas e toda e qualquer dúvida poderá ser sanada diretamente com os agentes de trânsito.



Fonte: PMV