Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Viçosa registrou 31 casos suspeitos da dengue neste ano

O balanço da dengue relativo ao primeiro quadrimestre do ano de 2018, feito pelo Setor de Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde de Viçosa, fechado no dia 23 de maio, constatou que houve 31notificações de casos suspeitos da doença no município, dos quais 9 deram resultados laboratoriais positivos para a doença, 5 ainda estão em investigação, 16 foram descartados e um apontou que o paciente estava infectado pelo vírus da chikungunya.
A dengue é transmitida ao ser humano pelo mosquito Aedes aegypti, e, na maioria dos casos, os sintomas são leves e autolimitados. Contudo, pode evoluir para doença grave com elevado risco de morte.
Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupta, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele, sendo comum ocorrerem perda de peso, náuseas e vômitos. Na fase febril inicial da doença, pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes e sangramento de mucosas, entre outros sintomas. Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.
São sinais agravamento do doente da dengue: dor abdominal intensa e contínua, ou dor à palpação do abdome; vômitos persistentes; acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, derrame pericárdico); sangramento de mucosa ou outra hemorragia; aumento progressivo do hematócrito; queda abrupta das plaquetas.
Qualquer desses sintomas requer procura urgente de atendimento médico.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883