Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Período de chuvas começa e gera prejuízos em Viçosa

A última quinta-feira, 8, e sexta-feira, 9, registram 59,8 mm (milímetros) de chuva em Viçosa, ou seja, em apenas dois dias choveu cerca de 30% do volume esperado para novembro. A chuva causou transtornos e prejuízos em diferentes regiões do município, incluindo a zona rural. Segundo a Defesa Civil de Viçosa, foram registradas nove ocorrências, sendo elas de inundação de casa, buracos em via, desabamento de muros e deslizamento de terra.
De acordo com o 5º Distrito de Meteorologia de Belo Horizonte, na quinta-feira passada choveu 13 mm em Viçosa. O maior volume foi registrado na sexta-feira, quando choveu 46,8 mm. A média de precipitação no município no mês de novembro é de 204 mm e até ontem, 13, já choveu pouco mais da metade do esperado para o mês, 105,4 mm.

OCORRÊNCIAS
Na quinta-feira, uma casa foi inundada na rua Guanabara, no bairro Nova Era. Por meio da DCM (Diretoria de Comunicação) da Prefeitura de Viçosa, a Defesa Civil explicou que o canal de drenagem localizado na rua não suportou a demanda de escoamento de água, resultando no alagamento e inundação da residência.
O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para resgatar os moradores, mas quando a equipe chegou ao local o nível da água já havia baixado. 

No Beco Irmã Francisca, próximo ao Centro Administrativo da Prefeitura, no antigo Colégio de Viçosa, um buraco se formou no meio da travessa, formando um buraco por onde a água estava escoando. Nesse caso, os agentes da Defesa Civil não conseguiram constatar o destino da água “engolida” pelo “sumidouro”.
Também no centro da cidade, na avenida Bueno Brandão, a chuvarada formou um buraco na pista por onde a enxurrada estava desaparecendo sem que a Defesa Civil conseguisse apurar o destino final do grande volume de água. Na rua Dona Gertrudes, a tampa de uma rede de drenagem pluvial quebrou e ficou com as ferragens expostas oferecendo risco de acidentes em meio ao aguaceiro. Na rua Maria das Neves Costa Amaral, no bairro Inácio Martins, o problema foi gerado por um quebra-molas. 
No bairro João Brás, na rua Cristóvão Colombo, o piso da entrada da garagem de um edifício apresentou afundamento, que segundo a Defesa Civil foi de pequenas dimensões.

ESTRADAS RURAIS

Na Comunidade da Paula, zona rural de Viçosa, uma estrada vicinal ficou com o trânsito prejudicado. Na sexta-feira, segundo a produtora rural Graciela Rodrigues, um caminhão de frete que tentou passar pelo local ficou atolado. O mesmo aconteceu com outro veículo de uma distribuidora de bebidas. “Estamos cansados de todo ano passar por isso e nada ser feito”, desabafou.
De acordo com a produtora, a Prefeitura de Viçosa enviou máquinas e caminhão para tentar melhorar as condições da estrada. Entretanto, segundo Graciela, o próprio caminhão da Prefeitura também ficou agarrado no barro que se formou na estrada.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883