Jornal Folha da Mata - Viçosa / MG

Área do Usuário Assinar Cadastrar Entrar
Consórcio apresenta projeto de reestruturação da iluminação da Castello Branco

O Consórcio Intermunicipal Multissetorial do Vale do Ipiranga (Cimvalpi) entregou ao prefeito Ângelo Chequer o pré-projeto de reestruturação da iluminação da avenida Marechal Humberto Castello Branco, principal via de chegada e saída da cidade de Viçosa, através da Rodovia BR-120.
O assunto foi debatido em um encontro, no último dia 16, no Salão Nobre do Centro Administrativo Prefeito Antônio Chequer, quando foram apresentadas três opções de melhoria na infraestrutura da Avenida, começando próximo à Rodoviária e se estendendo até o trevo de saída para Ponte Nova e Ubá.
De acordo com a Prefeitura, a primeira opção, e a mais adequada ao projeto de mobilidade e reestruturação idealizado pelo Executivo, seria remover os 134 postes de iluminação da Castello Branco e construir um canteiro central em toda sua extensão da avenida no referido trecho. Nesse canteiro seriam colocados novos postes de iluminação dupla com lâmpadas LED, sendo que todo o sistema de abastecimento de energia elétrica, como cabeamento, transformadores e padrões seria colocado em estruturas subterrâneas, sem nenhuma fiação aparente. A implantação de ciclovias nos dois lados da avenida, e ainda faixas de pedestre elevadas, semáforos e sinalização de trânsito horizontal e vertical também foram situações apresentadas.
Segundo o superintendente de Gestão Pública e Governança da Prefeitura de Viçosa, Luciano Piovesan, essa opção é a melhor tecnicamente e a mais eficaz.
Para essas modificações seria necessário o investimento de cerca de R$ 4,8 milhões, sendo que deste montante R$ 4,5 milhões correspondem ao projeto elétrico e o restante às obras de infraestrutura.
O prefeito Ângelo Chequer disse que a Prefeitura dispõe da metade desses recursos para execução das obras e que necessita buscar parcerias para conseguir o restante.
Outra saída seria a elaboração de um projeto final da parte elétrica, pelo Cimvalpi, a ser apresentado à Cemig, buscando na empresa os recursos para os investimentos de melhorias e modernização de todo o trecho proposto.
Uma segunda opção apresentada tem um custo inferior: R$ 366 mil. Esta compreende a manutenção dos postes nas partes laterais com a fiação aérea (situação atual), a troca de todas as lâmpadas pela tecnologia de LED, a remoção de 22 postes localizados em pontos que atrapalham a circulação, bem como a construção de um canteiro central e de uma ciclovia em um dos lados da avenida.
A terceira opção apresentada foi descartada pela Prefeitura. Ela previa apenas a construção de um canteiro central que receberia os postes de iluminação, mantendo o cabeamento aéreo. Esta sugestão foi considerada insuficiente tecnicamente.
As obras de reestruturação da infraestrutura de iluminação na Castello Branco são apenas a primeira etapa de um projeto que visa atender vários outros pontos no município.

 

Autor: Folha da Mata

Leia outras notícias

Facebook

Como chegar

Jornal Folha da Mata

Endereço

Dr. Milton Bandeira, 160 - Sala 107 - Centro
Viçosa - MG
CEP: 36570-000

Telefone

(31) 3891-2883